Flavio Canto é promovido a 6° Dan – Kodanshas pela Confederação Brasileira de Judô

Flavio Canto é promovido a 6° Dan – Kodanshas pela Confederação Brasileira de Judô

No dia 15/12, nosso presidente e fundador Flavio Canto foi promovido a 6° Dan (Kodanshas) em uma cerimônia restrita realizada pela Confederação Brasileira de Judô em Pindamonhangaba (SP). Os medalhistas olímpicos Sarah Menezes, Leandro Guilheiro, Carlos Honorato e Tiago Camilo, que marcaram a história do judô nacional, também receberam a honraria e participaram da cerimônia de outorga de grau e entrega de faixa.

O título de Kodanshas é um reconhecimento para os judocas que se esforçaram para aprender e compartilhar com outras pessoas o que é o judô e seus valores, sendo um representante dos princípios filosóficos e educacionais do caminho suave, criado pelo mestre Jigoro Kano.

Para Flavio, receber o título é uma responsabilidade muito grande, mas também uma alegria.

“É um dia super especial. Para mim é uma baita honra receber essa graduação ao lado de pessoas que eu admiro tanto, que sonharam comigo durante tantos anos, lutaram juntos, alguns, como eu e o Tiago, fomos adversários durante tantos anos das nossas vidas e hoje aqui nesse momento dividindo esse dia especial. Acho que é uma cultura muito positiva pensando em Confederação Brasileira de Judô. Outros países já fazem isso e é uma maneira de reconhecimento, de prestígio de pessoas que dedicaram a vida ao judô e que agora fazem parte de um grupo seleto. Eu sei da responsabilidade que é, tantos kodanshas que passaram também uma vida inteira dedicada ao judô. A gente também se dedicou, mas de uma forma um pouco diferente, mas fazemos parte de uma família só. Pretendo honrar essa faixa todos os dias, especialmente por todos aqueles que vieram antes de mim”, disse ele.

Esta é, com certeza, uma merecida homenagem ao nosso presidente, que foi atleta e medalhista de bronze em Atenas, 2004 e, há quase 20 anos, compartilha o ensino do judô para as crianças e jovens do Reação de forma gratuita no Rio de Janeiro e em Cuiabá. Parabéns, Flavio!