O judô ajuda no desenvolvimento de crianças com autismo e promove inclusão social dentro e fora do tatame

O judô ajuda no desenvolvimento de crianças com autismo e promove inclusão social dentro e fora do tatame

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo é celebrado, anualmente, em 2 de abril. A data visa, entre outros pontos, conscientizar sobre a importância de promover a inclusão social de pessoas com esse transtorno de desenvolvimento.

O que pouca gente sabe é que o judô e o autismo têm uma relação muito importante e benéfica, a qual contribui bastante para acabar com o preconceito e a promover esse processo de inclusão. 

Aqui, no Instituto Reação, por exemplo, nossos alunos autistas participam das mesmas atividades realizadas por aqueles que não têm nenhum tipo de deficiência.

Para isso, nossos professores são capacitados constantemente, a fim de saberem com propriedade como lidar com pessoas que têm essa  condição.

Mas quais seriam, de fato, os benefícios obtidos com a relação entre judô e autismo? Confira agora! 

Os benefícios gerais do judô

O judô é um esporte que traz inúmeros benefícios para os seus praticantes, independentemente da idade, condição física ou mental. Obviamente, quanto antes for o início dessa prática, mais cedo os resultados poderão ser vistos.

Para as crianças e adolescentes praticantes do judô, por exemplo, essa arte marcial contribui com questões físicas, mentais, sociais e emocionais, tais como:

  • aquisição de força física, velocidade, resistência;
  • melhora a coordenação motora;
  • aumento do equilíbrio e da agilidade;
  • maior flexibilidade;
  • desenvolvimento da inteligência;
  • desenvolvimento do autocontrole;
  • aumento da sociabilidade;
  • aumento do senso de responsabilidade;
  • respeito ao próximo;
  • paciência;
  • disciplina.

 

Dica de leitura: “Como o judô melhora o desempenho do cérebro? Quais são os benefícios do Judô?

A relação benéfica entre o judô e autismo

No que diz respeito à relação judô e autismo, especificamente, um estudo feito pela Universidade da Flórida Central constatou que esse esporte ajudou crianças e adolescentes com esse transtorno a enfrentarem de uma forma melhor diferentes situações e desafios do seu dia a dia.

Na primeira análise feita pela Universidade, ficou comprovado que o judô promoveu uma maior interação social entre os alunos autistas e os não autistas. Além disso, a prática desse esporte contribuiu para aumentar a força, o equilíbrio, a atenção e a coordenação desses alunos.

O estudo, que foi realizado com 14 crianças e adolescentes autistas entre 8 e 17 anos, a fim de verificar os efeitos do judô em suas vidas, comprovou que esse esporte é uma importante ferramenta para promover a inclusão social.

Ou seja, a prática desse esporte contribui de forma significativa para as suas vidas em diversos aspectos, incluindo a relação com a família, amigos e demais membros da sociedade.

Outros impactos do judô na vida de pessoas autistas

Somado a todos esses pontos que acabamos de citar sobre a relação entre judô e autismo, a prática desse esporte entre os portadores desse transtorno também contribui em outros pontos de suas vidas.

Além de promover uma melhora geral na saúde física, a cada treinamento é possível verificar uma importante melhora na capacidade psicomotora e no aumento da autoestima dos alunos autistas.

No que diz respeito à condição psicomotora, o judô ajuda no controle corporal, influenciando positivamente em atividades cotidianas, como correr, saltar, subir e descer escadas, entre outras. 

Quanto ao aumento da autoestima, os resultados são vistos dentro e fora do tatame, especialmente quando as aulas são feitas com alunos que não têm nenhum transtorno.

É justamente esse princípio que seguimos aqui no Reação. Com isso, ajudamos a transformar a vida de várias crianças e adolescentes.

Quer fazer parte desta história? Seja você também um agente transformador de vidas. Colabore com os projetos do Instituto Reação!

Sua doação vale muito para nós! Nos ajude a levar esporte e educação para mais jovens e crianças. Clique aqui e confira como doar!

 

Gostaria de apoiar a nossa causa?

Com apenas R$ 1 por dia você ajuda mais de 2 mil crianças e jovens através dos programas do Instituto Reação.

Saiba mais →