Quais são os impactos de uma infância sem cuidados?

Quais são os impactos de uma infância sem cuidados?

Infelizmente, muitas crianças no nosso país ainda vivem uma infância sem cuidados. O fato é que, além de comprometer essa fase das suas vidas, esse tipo de negligência gera impactos que serão sentidos também na sua vida adulta.

Diversas pesquisas têm comprovado que uma infância sem cuidados deixa marcas significativas no cérebro da criança. Como resultado, é possível constatar o comprometimento do seu desenvolvimento, incluindo a área de aprendizado e a memória.

Mas a falta de cuidados não se limita a esses efeitos. Outros pontos também são afetados e podem comprometer seriamente o futuro das crianças que passam por isso.

Como garantir, então, uma infância saudável? Quais desafios precisam ser enfrentados para isso? Entenda mais sobre o assunto agora!

Quais os impactos de uma infância negligenciada?

A ciência vem comprovando que uma infância sem cuidados afeta negativamente o cérebro das crianças.

O que se vive na chamada primeira infância, período do zero aos seis anos, deixa marcas que serão sentidas também no futuro.

Além dos pontos mencionados anteriormente, negligenciar a criança nesse período afeta a formação de vínculos afetivos na fase adulta e contribui para o desenvolvimento de comportamentos violentos.

Somado a esses, a falta de cuidados nesse período da vida infantil também potencializa o surgimento de doenças como depressão e ansiedade quando essas estiverem mais velhas.

Qual a importância da infância?

Entende-se por cuidados na infância questões como garantir o conforto e a segurança da criança, incluindo alimentação, vestimentas, atenção à saúde etc.

Dentro desse conceito também entram o apoio e zelo emocional, incluindo o acolhimento necessário em situações de dor, medo, insegurança, entre outras sensações.

Não deixe de ler “4 dicas para formar uma família acolhedora e ajudar no desenvolvimento da criança

A infância é um período fundamental na vida de todos, pois, é nessa fase, que mais nos desenvolvemos física e emocionalmente.

Fisicamente falando, o cérebro nesse período está mais voltado para assimilar todas as experiências vividas. Isso quer dizer que, tudo o que o ambiente onde a criança vive lhe proporcionar será absorvido de forma mais intensa.

Por isso, questões de relacionamento, sentimentos, vivências, bem como alimentação recebida, estímulos, exemplos, entre outros, terão grande reflexo e impacto na fase adulta.

Em resumo, é possível dizer que uma pessoa é “moldada” com base no que ela vive na sua primeira infância.

Aproveite e leia também “Brincadeiras para estimular habilidades no desenvolvimento infantil

Quais os desafios para garantir uma infância saudável?

Ainda que exista o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que determina que crianças e adolescentes são indivíduos em processo de desenvolvimento providos de todos os direitos fundamentais à vida humana, muitos desafios precisam ser enfrentados para garantir essa determinação.

Um dos maiores diz respeito à desigualdade social, condição que coloca muitas crianças, desde os seus primeiros dias de vida, em situação de vulnerabilidade.

Entre os principais desafios que as crianças brasileiras enfrentam estão questões como:

  • pobreza, ou até mesmo extrema pobreza;
  • alimentação inadequada;
  • violência física, mental, emocional e sexual;
  • falta de acesso à educação de qualidade;
  • falta de acesso a cuidados básicos de saúde;
  • ausência de oportunidades para se desenvolver física e mentalmente.

Cabe não somente aos pais, mas também aos governantes e à sociedade criarem condições para reverter essa situação e, com isso, mudar essa realidade de uma infância sem cuidados.

Saiba que você também pode contribuir nesse processo. Um caminho para isso é encontrar uma instituição que trabalhe em prol de garantir um futuro melhor para crianças e adolescentes e ajudá-la a continuar esse trabalho.

Conheça mais sobre o Instituto Reação, nossos projetos e confira como você pode nos ajudar!