Desenvolvimento emocional da criança: como acontece?

Desenvolvimento emocional da criança: como acontece?

O desenvolvimento emocional infantil consiste na aquisição de habilidades que vão nortear comportamentos, temperamentos, expressão e controle de sentimentos futuros.  

Essas habilidades, no entanto, são baseadas nas experiências e situações vividas pela criança. Por isso, o meio no qual ela está inserida e a relação com familiares e cuidadores influencia tanto.

É pelo desenvolvimento emocional infantil que a personalidade de uma pessoa se constrói, e isso começa logo nos seus primeiros dias de vida e se torna mais intenso até o final da primeira infância, que vai da gestação até os 6 anos de idade.

Infelizmente, essa parte da formação das crianças ainda é um tanto negligenciada quando o assunto é educação infantil. Porém, considerando o peso que tem na vida de uma pessoa em longo prazo, é fundamental que pais e educadores se atentem a esse cuidado.

Como isso pode ser feito? Em quais outros pontos o desenvolvimento emocional infantil afeta? Como ele acontece? Confira, agora, neste artigo.

Por que o desenvolvimento emocional infantil é uma fase tão importante?

É com base no desenvolvimento emocional, formado durante a infância, que o comportamento e o temperamento de uma pessoa nas suas atividades cotidianas e na sua participação em sociedade são moldados.

Por exemplo, uma criança vítima de maus tratos, excessivamente criticada ou que teve uma infância sem cuidados, tem bem mais chances de se tornar um adulto inseguro, negativista, ou mesmo agressivo. 

Já o contrário, reflete em adultos seguros, com valores morais e éticos, que respeitam o espaço e o limite do próximo, e se relacionam melhor com o meio social onde vivem.

Sugestão de leitura: “4 dicas para formar uma família acolhedora e ajudar no desenvolvimento da criança

Como os pais podem ajudar?

As crianças tendem a se vincularem automaticamente às pessoas com as quais convivem. Por isso, os comportamentos e as posturas dos adultos costumam ser copiados.

Mais especificamente na primeira infância, período que vai do nascimento até o 6º ano de vida, é que o desenvolvimento emocional infantil acontece e, por esse motivo, cabe aos pais responder às necessidades de carinho, afeição, acolhimento, cuidado e afeto que a criança tem.

Duas maneiras de fazer isso e contribuir para a formação de adultos mais saudáveis emocionalmente são por meio da compreensão emocional e pelo desenvolvimento da empatia.

Compreensão emocional

A compreensão emocional de uma criança consiste em entender as suas necessidades, mas também compreender que o outro tem os seus próprios desejos e vontades.

De uma forma prática, se refere à maneira como ela vai lidar com os seus sentimentos e com os sentimentos das pessoas que estão à sua volta.

A percepção quanto a isso, bem como o seu nível de compreensão, está totalmente relacionado ao meio, cultura e costumes do lugar onde vive. 

Assim, se os adultos trabalham positivamente questões como a intensidade de uma emoção, sua persistência e inibição, contribuem para a boa formação do desenvolvimento emocional infantil.

Desenvolvendo a empatia

O mesmo princípio serve para desenvolver o sentimento de empatia em uma criança. Se, desde cedo, ela é ensinada a se colocar no lugar do outro, ao longo da sua vida isso passa a acontecer de maneira natural.

Com isso, conceitos como solidariedade, amor ao próximo, e prática de boas ações farão parte de sua vida adulta e contribuirão fortemente para a sua participação na sociedade.  

No Instituto Reação, nossos trabalhos buscam a promoção da socialização e da inclusão social dos nossos alunos, visando ajudar também o desenvolvimento emocional das crianças.

Conheça mais sobre o Instituto Reação!

 

Gostaria de apoiar a nossa causa?

Com apenas R$ 1 por dia você ajuda mais de 2 mil crianças e jovens através dos programas do Instituto Reação.

Saiba mais →